sábado, 10 de dezembro de 2011

Pulp Brazil, Crazy Pulps e Alterações Básicas no Edital

Reunir talentos literários, divulgar novos autores, incentivar a literatura nacional entre os leitores brasileiros, tudo isso as antologias atualmente já vêm fazendo, o que torna o Projeto Crazy Pulps apenas mais um entre tantos outros, certo?
Errado.
Crazy Pulps surge exatamente para trazer ao escritor e ao leitor conteúdos diversificados, iniciando suas atividades com a primeira antologia Pulp Brazil, cuja temática é livre, sendo esta obra uma apresentação do que o nosso país pode oferecer no que diz respeito a literatura em geral, sem distinção de temas, gêneros, ideias e classificações. Portanto, é de se esperar histórias sobre assuntos dos mais variados, tramas cujos limites são definidos pela imaginação e não pela proposta apresentada.
A primeira antologia se iniciou como uma brincadeira de amigos, contudo logo ganhou o apoio de importantes nomes no meio literário fantástico das redes sociais, como Amanda Reznor (Miragens & Um Segredo e Vale dos Segredos), Alfer Medeiros (Fúria Lupina e Livraria Limítrofe), Rochett Tavares (Criaturas e Abismo), Renato Dieckson (Reflexos e Vertigem), Paul Law (­Ester, Xeque-Mate e La Bandida) e Eric Musashi (Os Herdeiros dos Titãs e Antologia dos Titãs), conseguindo assim uma editora para abraçar a ideia maluca, a RHS Editora.
Sendo organizada por Alec Silva (Zarak, o Monstrinho e Outras Noveletas Fantásticas e Ariane), o idealizador do projeto, com o apoio de Amanda Reznor, que além de prefaciar também auxilia na organização, e com a participação especial de Rochett Tavares, Pulp Brazil está em fase de aceitação de contos, e mais e mais ideias surgem para futuros volumes.
São bem-vindos textos de qualquer gênero literário, sobretudo o fantástico — apesar de haver uma cota para histórias de cunho social e crítico, desde que tenha traços mais sérios e sombrios, quase de caráter de crônica.
Devido à constante presença de contos que fugiram à regra de no mínimo 25.000 e, no máximo, 38.000 caracteres, estaremos abrindo espaço para textos de no mínimo 10.000 e, no máximo, 50.000 caracteres, visto a qualidade que existe em contos nestes limites. Quaisquer arquivos com menos ou mais que isso, infelizmente, não serão avaliados.
Outra alteração diz respeito ao prazo, que findaria no dia 3 de janeiro de 2012. Agora o autor interessado em participar tem até o dia 3 de março de 2012 para fazer sua inscrição em pulp@rhseditora.com, pois houve reclamações quanto ao curto período de tempo.
Como mencionado no Edital, haverá sim a possibilidade de um segundo volume (ou mais, dependendo da repercussão do primeiro e dos seguintes), que passará a ser de caráter temático, contudo nada de estabelecer um tema específico ou um gênero padrão; será em tom de homenagem a grandes autores clássicos, como Homero, Júlio Verne, Robert E. Howard, Edgar Rice Burroughs, Murilo Rubião, Monteiro Lobato, H. P. Lovecraft, Bram Stoker, Jonathan Swift, Daniel Defoe, William Shakespeare, Machado de Assis, C. S. Lewis, J. R. R. Tolkien, Mary Shelley, H. G. Wells, Ray Bradbury, Lewis Carroll, Edgar Allan Poe, e por aí vai. Ou seja, os contos serão selecionados conforme o autor que será homenageado. E cada volume terá o prefaciador e convidado conforme seu entendimento no assunto.
Mas isso é para o futuro.
Por fim, há ainda o estudo da possibilidade de uma revistinha literária de distribuição gratuita, imitando a velha fórmula pulp. Ainda se estuda também se será eletrônica ou impressa em pequenas tiragens.


Alec Silva, em nome de toda a equipe Crazy Artística.

10 comentários:

Amanda Reznor disse...

Ficou ótimo, Alec! ^^

Alec Silva disse...

^^
Esta antologia tá cada vez mais interessante...

Paul Law disse...

Estou muito contente de fazer parte do projeto. A espectativa é grande...

Abraço!

Alec Silva disse...

O "Pulp Brazil" tem espaço suficiente para todos, em momentos e temas específicos.
Temos bons autores no Brasil.

floydrose disse...

Interessante.

Uma pergunta: o autor pode enviar apenas um conto ou quantos contos quiser?

Alec Silva disse...

Até dois contos por volume. Para este primeiro, estamos aceitando até receita de alquimia.
rs
Há explicações na postagem "Edital da Antologia Pulp Brazil"...
O que lá não mencionar, perguntem abaixo.

Grande abraço.

Chico Pascoal disse...

Legal que esticaram o prazo para entrega. Agora posso trabalhar um conto para lhes enviar.

abraço
Chico Pascoal

Alec Silva disse...

Pois é.
Vamos fazer uma antologia muito louca.
E conto com vcs!

Blog do Tico Tico disse...

Oi pessoal!
Sou o decano do estudo do pulp no Brasil.Pudera.. ele embalou a minha imaginação durante a minha adolescência.Eu vou azer 78 anos. Meninos eu vi e li.
Desejo o máximo de sucesso para o "Pulp Brazil" escrever contos do tipo pulp qualquer que for o gênero não é fácil.Um abração Athos Eichler Cardoso

Alec Silva disse...

rs
Pois é. Muito complicado.
Mas tivemos autores que souberam se sair bem até.
7 de abril pinta o resultado aqui.

Agradeço os votos de sucesso!

Postar um comentário