terça-feira, 14 de agosto de 2012

Concurso Cultural/Promoção "Crie um vídeo da dualogia 'Os Herdeiros dos Titãs' e concorra a prêmios em dinheiro"

Olá, amigos, seguidores, leitores e visitantes!


Cá estou, postando uma coisinha que achei muito interessante, vinda do amigo Eric Mus(ashi), e espero que sejam do interesse de todos.

Trata-se de um concurso cultural de vídeos, no qual pagará aos vencedores, em três posições, prêmios em dinheiro. Legal, não? Quer participar? Segue as dicas, retiradas diretamente do blog da obra.

Fanart de Celly Monteiro

1. Para concorrer, é necessário elaborar um vídeo de divulgação da obra.

2. É necessário que o vídeo tenha imagem e som.

3. A escolha do que será representado é livre, desde que relacionado à temática da obra, tanto o primeiro livro, De Lutas e Ideais, quanto o segundo, A Mão do Destino.

4. O vídeo deve ser postado no youtube. O autor, porém, é livre para postá-lo noutros lugares.

5. No ato da inscrição, feita por e-mail, o autor deve se identificar, colocando também o link de onde o vídeo foi postado. A mensagem deve ser enviada para o endereço ericmusashi@gmail.com

6. É permitido participar com mais de um vídeo, ou em mais de uma etapa do concurso, ficando a cargo do participante decidir quantos vídeos produzirá e inscreverá.

7. Os vídeos serão julgados por uma banca formada por três pessoas, recebendo notas de 1 a 5 nos seguintes critérios:
a. Criatividade
b. Originalidade
c. Fidelidade ao objetivo proposto
d. Combinação áudio/vídeo
A soma resultará numa nota de 4 a 20 pontos. O vídeo de maior pontuação será o vencedor da etapa. Em caso de empate, aquele que tiver pontuação maior no critério A, vence. Persistindo a igualdade, passa-se ao B, e assim sucessivamente.
Ainda restando candidatos empatados, a banca votará até que reste apenas um vídeo.

8. O vencedor de cada etapa estará automaticamente classificado para a grande final. Isso não o impedirá de seguir concorrendo. Para a final, ele poderá inscrever um novo vídeo, se for de sua escolha, ou fazer ajustes no seu.

9. Os vencedores de cada etapa serão revelados nos dias:
30 de setembro (primeira eliminatória)
28 de outubro (segunda eliminatória)
30 de novembro (terceira eliminatória)

10. A finalíssima se dará dia 02 de dezembro. Os vencedores serão contatados para enviarem dados para o recebimento dos prêmios. Caso algum dos vencedores não se manifeste no prazo de sete dias, o prêmio que lhe cabia será dividido entre os outros vencedores. No caso de nenhum vencedor responder, aqueles que ficaram em segundo lugar em cada uma das eliminatórias será convocado para uma nova final, em data posteriormente anunciada.

11. Caso um mesmo candidato tenha vencido duas etapas, ele participará da finalíssima com seus dois vídeos vencedores, e será premiado em duas posições. Na situação rara de um mesmo candidato ser nomeado em todas as etapas, ele receberá os três prêmios.

12. Os prêmios são de:
R$ 700,00 para o primeiro colocado
R$ 200,00 para o segundo colocado
R$ 100,00 para o terceiro colocado

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Rock e Literatura - Especial do Dia Mundial do Rock

Esta postagem estará em todos os meus blogs, devido a importância que possui tanto em termos culturais e artísticos quanto em termos sociais.
Dia 13 de julho, como alguns devem saber, comemora-se o Dia Mundial do Rock, uma das datas mais fodásticas. Motivos? Veja o que nos diz a boa e querida Wikipédia:


Em 13 de julho de 1985Bob Geldof organizou o Live Aid, um show simultâneo em Londres, na Inglaterra e na Filadélfia, nos Estados Unidos. O objetivo principal era o fim da fome na Etiópia e contou com a presença de artistas como The WhoStatus QuoLed ZeppelinDire StraitsMadonnaQueenJoan BaezDavid BowieBB KingMick JaggerStingScorpionsU2Paul McCartneyPhil Collins (que tocou nos dois lugares), Eric Clapton e Black Sabbath.
Foi transmitido ao vivo pela BBC para diversos países e abriu os olhos do mundo para a miséria no continente africano. 20 anos depois, em 2005, Bob Geldof organizou o Live 8 como uma nova edição, com estrutura maior e shows em mais países com o objetivo de pressionar os líderes do G8 para perdoar a dívida externa dos países mais pobres erradicar a miséria do mundo.
No Live 8 o Grupo de Rock Britânico Pink Floyd tocou junto, depois de 20 anos de separação.
Desde então, o dia 13 de julho passou a ser conhecido como Dia Mundial do Rock.


Traduzindo: só teve fera! E foi por uma boa causa, e não para promover a baixaria, a sem-vergonhice, como ocorre em muitos eventos por aí afora. Bacana, não?

E eu, como um roqueiro em estado experimental, não poderia de deixar de postar alguma coisa sobre esta data tão especial e que nos orgulha (a nós, roqueiros, independente de qual estilo ou vertente). Como não quero (e nem ouso) contar a longa e consagrada história do rock.

Então, olhando minha longa lista de músicas e bandas aqui, resolvi mencionar algumas que são bem interessantes e me inspiraram a escrever, seja um poema, seja um conto ou um livro maior. É apenas uma pequena dose, se comparada a infinidade de variedades que temos por aí.

Atualmente escrevo um romance que possui fortes elementos dos contos de fadas (favor, consultar postagens sobre o assunto), sendo sombrio e violento, com toques sensuais e lendários. Adotei os sons do Gothic Metal, Progressive, Black, Power e Symphonic. Exemplos: Within Temptation, Evanescense, Visions of Atlantis, Nightwish, Hydria, Myrath, Powerwolf, Almah, Angel Dust, Moonspell.

Recentemente, contudo, estava ouvindo U2, Scorpions, Bob Dylan e Duran Duran para um livro de aventura (nada a ver, eu sei, mas era o que me ajudava a escrever).

Baseando-me no que já escrevi e no que ouço, posso recomendar a seguinte lista a quem quer escrever ou ler um determinado gênero literário:

  • Aventura: Uma boa pedida talvez seja Shaman, Angra, Powerwolf, Opeth, Moonspell, Myrath e bandas que puxem ao Progressive, Power, Black ou Alternative. Linkin Park é uma boa também. Se a aventura for mais sombria, ouça Vader, se tiver coragem, ou  Amon Amarth!
  • Romance: Duran Duran, Scorpions, U2, algumas de Bob Dylan, duas ou três de Shaman ou Angra, de Linkin Park ou a banda Huaska, que já comentei numa postagem, são boas pedidas.
  • Suspense: Espere qualquer banda com temática sinfônica ou melódica. Tente Moonspell.
  • Ficção Científica: Bem, experimente Rammstein, Linkin Park, algo no estilo do Industrial Metal, por exemplo. Músicas com temáticas sociais, como é o caso do System of a Down.
  • Horror: Sem exceção, ouça Gothic, Power, Progressive, Black ou qualquer banda com temática sombria. Moonspell, Vader, Powerwolf, Opeth, AC/DC, Black Sabath, Marilyn MansonDesolate Ways... Se mencionar o Capeta ou soar muito satânico, pode ouvir! Ou não, vai depender do nível de horror da história... 
  • Fantasia: Uma ampla variedade aqui, pois é uma vertente quase infinita de possibilidades. Ouça tudo o que já citei acima, dependendo da temática, da trama... 


Bem, é mais ou menos isso... Com o tempo vou postando algumas bandas preferenciais.
Espero que tenham gostado...
Se não gostou, ouve Restart que passa...

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Sorteio do "Nefastos'!

Bom dia, boa tarde ou noite (ou madrugada, vai saber)!


Como havia prometido, estou sempre atualizando este blog com coisas legais.


E hoje trago a vocês, que seguem ou visitam este blog, uma coisinha retirada de um Mundo Sem Nome...


O amigo Rochett Tavares, em seu blog, está sorteando aos corajosos um exemplar de seu novo livro, Nefastos (vai por mim, quando eu digo corajoso, é aquele sangue no olho, nervo de aço, que mastiga abelha com goles de soda cáustica!).


Nefastos foi lançado na Confraria Fantástica, no dia 16 de junho de 2012, pela Editora Literata, cumprindo mais uma página da desgraça de nosso mundo e de nossa raça (e deleitando os leitores do horror com muitas coisas nefastas)...


Além do blog, o autor pode ser encontrado no grupo do Facebook, "O mundo sem nome", no Skoob (aproveita e confere as outras obras dele, incluindo a antologia Os Selvagens Cadáveres de Guerra, que tem a participação de Alastair Dias também!) e no Twitter.


Mas, corre logo e confira como participar, se tiver coragem, pois o sorteio não vai ficar esperando você, afinal, XLINS está faminto!



quarta-feira, 13 de junho de 2012

Personagens Pulp #1: William

William se parece mais ou menos com este cara.
O primeiro personagem pulp, presente em alguns contos de Alastair Dias, e seu primeiro romance gore, possui o cognome “Homem da Alma Exposta”, além dos títulos “Carrasco de Demônios”, “Dominador da Arte de Matar”, “O Verdadeiro Cruzado”.
Filho de uma importante família nobre, conhecida por seus vastos conhecimentos militares e mágicos, ele era o Lorde da extinta Corte de Helsburg, cuja existência se perdeu na História, restando apenas rumores. Há quem acredite que todos os membros da antiga estirpe tivessem algum tipo de pacto maligno, o que explicaria o fato de não haver registros nem do reino, nem da orgulhosa família.
O sangue guerreiro sempre correu
nas veias dos Helsburg.
William lutou por alguns anos a favor do Cristianismo, embora houvesse pouca simpatia de sua parte com a religião cristã. Tido como morto por muitas décadas, reaparece subitamente, como um Encomendador e com a alcunha de Homem da Alma Exposta. Por muitos séculos fora o mais estimado pó Satanael, porém logo se revolta e mata seus dois filhos, fugindo do Inferno. Por ter entrado em confronto com um anjo e o ferido gravemente, fica proibido de entrar no Céu.
Devido às várias maldições que possui, é imortal, o que lhe permite nunca envelhecer, pois sua alma cobre seu corpo como uma pele — daí vindo o cognome que o tornou mais famoso —, sendo o único humano a ter sobrevivido à Maldição da Alma Exposta.
Não podendo ir nem ao Inferno, onde passou a ser odiado, nem ao Céu, que repudia seus crimes hediondos, usa seu imenso conhecimento sobre as criaturas, magias, maldições, pactos e rituais — aprendidos com os próprios demônios, principalmente com Satanael — para reparar parte de seus pecados, embora aja mais por sentir necessidade de matar do que de ajudar.
Se não fosse a alma
lhe cobrindo o corpo,
provavelmente William teria
uma aparência semelhante a esta.
Possui relacionamentos estreitos com magos, bruxos, demônios renegados, anjos, humanos e híbridos, contudo é um tipo antissocial, preferindo a solidão muitas vezes.
Geralmente usa trajes negros ou acinzentados, com detalhes em prata, como uma sobrecapa, botas de couro, com fivelas. Quando lhe é possível, carrega consigo uma espada forjada com metal infernal, cujos poderes apenas quem possui traços de sangue demoníaco consegue manejar; em suas caçadas ou missões mercenárias, sempre tem em mãos pistolas, itens mágicos, amuletos e adagas.
De corpo esguio, seu destaque são os olhos em tons acinzentados, sempre glaciais e de pouco brilho, além dos logos cabelos brancos com mechas prateadas.
Principais histórias: O Deus Imortal, Na Porta do Céu, Imortalidade, O Selo do Ogro e Mundo Pós-Guerra. (Faz participações ainda nos livros de autobiografia fantástica de Alec Silva.)

segunda-feira, 30 de abril de 2012

"Entre Gigantes"


Entre Gigantes
Alec Silva


Os olhos castanhos fitaram o oponente. Foi um olhar analítico o suficiente para deduzir os pontos fracos e fortes, altura, peso e força. A seguir se moveu agilmente para o lado, desviando-se da clava que se chocou com o chão, levantando poeira; aproveitou o impulso e empunhou a espada, roçando a sua ponta no solo arenoso, e usando a arma como apoio. Recuperou-se imediatamente da manobra evasiva e desferiu um golpe na coxa esquerda do adversário, forçando-o a curvar o corpo. Outro movimento preciso e a lâmina atravessou a garganta do inimigo, findando o confronto.
Enquanto o gigante se debatia, tentando conter a hemorragia, e vomitava sangue, a guerreira ergueu o olhar, agradecendo aos deuses pela vitória obtida. O metal ainda reluzia e gotejava o líquido rubro e precioso de sua vítima. Ela andou calmamente para perto de seu cavalo, a guarda um pouco desprotegida. Não havia sido uma luta muito difícil, contudo lutar com gigantes sempre era cansativo, pois lhe obrigava a manejar a Nykh com mais energia vital do que o comumente exigido.
Aquele princípio de manhã tinha o vento ameno e os ares estranhamente densos, típicos de perigos iminentes.
A viajante solitária pegou um trapo para limpar a espada quando um urro alto cortou o ar, ecoando pelo desfiladeiro. Ela se virou para trás e viu uma criatura de estatura descomunal sair das trevas de uma caverna, portando duas foices enormes e de corte enferrujado ― nem por isso letais ―, ora ou outra roçando a ponta de uma delas no chão, enquanto avançava em passos largos e firmes, sem pressa.
O novo oponente correu o olhar avermelhado para o parente morto, jazido numa poça de sangue, resmungando. Voltou-se para a assassina, vociferando:
― Como ousa matar meu irmão, meu único irmão? Pagará com o mesmo valor, desgraçada!
A guerreira arfou, afastando-se do cavalo. Não queria pô-lo em risco num combate. E começava a se arrepender por ter resolvido aquele atalho.
― Ele me atacou primeiro! ― gritou ela, ciente de que se justificar seria em vão. ― Apenas me defendi!
― Dane-se! Ninguém fere um irmão de um nefilin e fica impune!
O gigante bateu ambas as foices uma na outra, produzindo sons irritantes e algumas míseras faíscas. Rangeu os dentes e urrou, encarando aquela humana de cabelos loiros e ondulados, pele branca, em contraste com a armadura enegrecida que usava, e aparência tão serena. Não acreditava que seu irmão tivesse sucumbido sob a lâmina de alguém tão inferior quanto um ser humano ― e ainda mais sendo uma fêmea! Era inaceitável para seu orgulho.
Ele aumentou o ritmo de suas passadas bruscamente, jogando os braços para frente, causando estragos no ponto em que a mulher estava há pouco. Não se deixou ser vencido pelo mesmo truque que derrubara o irmão; girou o corpo rapidamente, desferindo um tapa que acertou o ombro esquerdo da guerreira, lançando-a a metros de distância.
A queda fora violenta, fazendo a viajante gemer de dor. Tentou se levantar, mas sentiu um peso insuportavelmente dolorido no ombro, voltando a cair. Ouvia os passos calmos e potentes do nefilin se aproximando, os metais enferrujados se chocando. Precisava pensar logo ou o seu destino seria ser estraçalhada por um indivíduo da raça desprezível de gigantes de pele alva e ascendência humana e demoníaca. Pelo menos tinha a poderosa Nykh em punho...
Quando o inimigo colossal tentou lhe perfurar a cabeça, ela se desviou como pôde e conseguiu decepar a mão direita do maldito, que praguejou e se afastou instintivamente, contendo o sangramento que jorrava em grande abundância da ferida recente.
A mulher aproveitou a oportunidade, arrastando-se um pouco e se pondo em pé com dificuldade, tendo a espada como auxílio. O ombro doía terrivelmente, alertando sobre o deslocamento de algum osso ― ou vários deles. Não deveria ter ousado repetir a mesma façanha num mesmo dia.
O nefilin a atacou novamente, com a arma que ainda lhe restava, num movimento que almejava a sua cabeça; o outro braço sangrava em abundância, espirrando para todos os lados, molhando o solo e a sua adversária.
A guerreira se abaixou um pouco, livrando-se de perder a cabeça, porém sentindo a lâmina da arma fazer um movimento no ar. Tentou desferir um ataque no punho do inimigo, sem obter êxito algum, quase caindo.
O monstro chutou o ar, almejando o corpo da humana que tanto o humilhava. Não obteve resultado positivo; apenas um ferimento mortal que lhe cortou os ligamentos do joelho, obrigando-o a se curvar, quase engatilhar.
Reunindo forças, mas contente com o golpe bem sucedido, a mulher o escalou, ficando sobre suas costas, e cravou a lâmina da Nykh na nuca dele, introduzindo-a até quase enterrar o cabo, atingindo o cérebro, derrotando-o. Nem teve pressa de sair dali, afinal tanto movimento e tanta energia usada no combate haviam piorado a situação de seu ombro; agora sentia todo o corpo dolorido, incapacitado de se mover.
Permaneceu sentada sobre o cadáver do oponente vencido por horas, suportando o sol escaldante, o odor putrefato exalado pelo corpo morto devido ao calor, a sede, a fome, o suor a arder as feridas... Não eram aquelas coisas que a venceriam.
Lembrou-se dos anos de treinamento, em terras distantes, dos castigos sofridos para aprender a ter disciplina. Não tivera aquilo que se conhecia como infância ou adolescência, tudo em nome de motivos aos quais pouco se orgulhava. Havia aprendido a arte de matar com grande destaque, de todas as formas, de espadas a adagas, de paralisantes a venenos letais. Tornara-se uma assassina perfeita, uma guerreira dotada de beleza e agilidade.
Quando percebera que seria capaz de se mover, levantou-se, desenterrando a lâmina da Nykh do crânio do cadáver; o suor escorria pelo rosto e pelo busto; na verdade, todo o corpo estava molhado e pegajoso. O ombro ainda doía, contudo um bom curandeiro logo daria jeito naquilo mediante uma quantia generosa. Poderia cavalgar normalmente, desde que o cavalo fosse num trote sossegado.
Caminhou até sua montaria, que se recostara sob uma sombra, aguardando a sua amazona. Pegou o cantil e tomou um gole demorado; a seguir pegou um pano velho e limpou a espada, usando um pouco de água e areia para ajudar a tirar os vestígios de sangue e miolos. Quando a limpou, guardou-a na bainha presa às costas e montou o animal, que já estava pronto para retornar a viagem.
O restante da jornada fora tranquila.
Parara apenas quando passara perto de um rio de águas cristalinas. Descera do cavalo e despira-se, cuidando de manter algumas adagas e a espada perto da margem, ao seu alcance. Lavou-se demoradamente, livrando-se do sangue e do suor, das impurezas daquela manhã tão intensa. O ombro esquerdo estava inchado e com coloração arroxeada, mas era um hematoma como tantos outros.
Vestiu-se com uma túnica leve e esvoaçante, sentou-se numa enorme pedra marginal e comeu algumas frutas, pães e bolos trazidos da última vila que estivera. Bebeu um pouco de vinho diluído à água, sem pressa. Deu algumas frutas ao cavalo, que pastava ali perto. Por fim, encheu os cantis.
Contemplou-se no reflexo aquático: uma mulher ainda jovem, serena, com um olhar cheio de brilho, contudo entristecido, lábios médios, que às vezes ostentava um sorriso enigmático, e pele branca. Seria facilmente confundida com uma filha de algum nobre ― talvez até com uma princesa ―, entretanto era uma forasteira, uma andarilha em busca de justiça e vingança, uma bela assassina de cabelos dourados.
Era, para quem conhecia a sua reputação, a senhora da espada com lâmina forjada com metal vindo do céu, sangue de dragões e lágrimas de elfos. Ou simplesmente Vannora.

NOTA: Personagem inspirada em Verônica S. Freitas. 

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Resultado Oficial da Seleção da "Antologia Pulp Brazil"!

Olá!
Após cinco maravilhosos dias de teasers, preparava-me para divulgar AMANHÃ o resultado da seleção dos contos, quando, o meu heterônimo Alastair Dias tomou a liberdade de postar em seu blog não apenas a folha com os rabiscos dos contos selecionados, como também revelar a ordem dos títulos, conforme constarão no livro.
E o que me resta?

Bem, visto a antecipação (vide TROLLAGEM) na divulgação de tal informação, resta a mim postar aqui o resultado oficial um dia antes do previsto, com breve sinopse, título do conto e o seu autor.
(Alastair, manolo, você me paga!)


Um detetive de quinta categoria, sempre envolvido em casos de relações extra-conjugais, de repente é contratado para uma tarefa diferente e desafiadora: descobrir o assassino de um artista polêmico. De maneira divertida e descontraída, embarque numa investigação surpreendente, conduzida por Chico Pascal. Temos, assim, Enfim um Caso Digno do Detetive Freddy Dreyfus!

A magia dos contos de fadas, a perversidade de forças em conflito, a busca desenfreada por respostas, a aceitação de um Destino. O jovem Randall de repente se vê envolvido numa guerra que não lhe pertence, mas que é, misteriosamente, um dos motivos de ela existir. Rodolfo Santos nos convida a desvendar a fantasia nonsense de Randall e a Ocarina.

Uma tribo de amazonas vê uma das filhas de sua líder envolvida com um dos vampiros mais enigmáticos e perigosos da Grécia. Que segredos esconde um ser noturno, feito escravo? E será mesmo que ele é um escravo? Ou a jovem amazona será A Prisioneira do Escravo? Verônica S. Freitas tem as respostas.

O amor entre O Bruxo Desgarrado e a Doce Donzela será forte e verdadeiro o suficiente para ir de encontro a anos de tradição e enfrentar a ira de três bruxas determinadas a porem fim a este sentimento? Uma história suave e apaixonante, pela pena de Juliana Arruda.

Quando Dora, filha de um demônio, fica grávida de um humano, seu antes mentor, um demônio que nutre algo por ela, se vê na obrigação de impedir que O Filho de Dora e o rapaz que a namora nasça, iniciando uma perseguição alucinante, no qual a vida a a morte andam lado a lado, sob a direção de Bruna Frazão.

Qual o poder existente num livro? O Grimório de Lightalzen guarda uma das chaves para criar um Inferno na Terra, como descobrirão três jovens caçadores de recompensas, num mundo de fantasia e perigos. Um trio improvável, numa aventura cheia de adrenalina e mistério, uma criação de Kamila Zöldyek.

Antes que A Fuga de Gereissa aconteça, acompanhe o declínio de uma cidade, fato resultante da ilusão e da traição, quando um homem se deixa levar pela luxúria e pelo orgulho. Eric Musashi cria um conto no seu passado alternativo, uma trama humana e quase atual de queda, liberdade e uma chance de redenção.

Marioneth é um poder imenso que algumas pessoas aprendem a controlar, manipular e usar a seu bel-prazer. E é assim que dois guerreiros, de lados opostos, se enfrentam numa batalha na qual cada um defende sua honra, na visão de Paul Law.

O Véu que separa os mundos, as realidades e os tempos é rompido e um veterano de guerra desperta num mundo desconhecido e diferente, onde criaturas pré-históricas, humanos e mistérios antigos convivem em equilíbrio. O início de uma grande aventura Entre Mundos e Tempos começou. De Alastair Dias, meu heterônimo trollador.


O talento de Amanda Reznor nos presenteia com um futuro no qual a raça humana vive num único continente. Quando um invento revolucionário é criado por um importante cientista, cabe apenas a sua filha fazer a mais difícil das tarefas: fazer A Escolha que pdoerá determinar o curso da humanidade.

Misteriosamente, em várias partes do mundo, mulheres crescem até 30 metros de altura, muitas delas enfurecidas. Ninguém consegue explicar direito como isso é possível, embora surjam teorias da mais plausível a mais absurda. Mas apenas Goldfield sabe a verdade: essas mulheres ouviram O Chamado de Nephilim!

Daniel Dutra prevê um conflito político-social provocado pelas máquinas humanoides, quando humanos lutam ou a favor dos direitos delas ou contra. No meio dessa crise, um homem realiza o sonho de ter sua Veronica Lake Fake, inspirada numa famosa atriz do século XIX.

Ainda no futuro, mas não muito distante, a pedofilia virtual assume o status de uma droga viciante e repulsiva, obrigando o mundo, finalmente, a combater com fúria a praga, encontrando e matando os pontos que elas se originam. E cabe a Salvatti, o Caçador a missão de preparar uma isca perfeita para desmantelar mais uma parcela. Mas, questiona Davi Menossi Gonzales, será a pedofilia a única praga a ser combatida?

No futuro de Celly Monteiroum homem, oriundo de uma geração de homens que sofreram mutações, tenta trazer de volta sua esposa falecida, usando partes de mulheres que ele e seu filho capturam. Quando o processo está quase findado, seu filho, Guther, começa a ser torturado por uma cruel dúvida.

Um soldado da Primeira Guerra Mundial, um cowboy e uma guerreira vinda de um mundo de fantasia se encontram num mundo desconhecido, onde o mal é um organismo vivo e pulsante, capaz de horrores inimagináveis. De Rochett Tavares, o horror na sua forma mais cruel e avassaladora. O que será A Fonte de N'Rag-Shtah: uma benção ou uma perdição?

Na Idade Média, uma praga que mata as pessoas e depois as devolve aos convívio do mundo dos vivos assombra toda a Europa. Será este o início do Juízo Final? Poderá o mundo suportar uma legião de criaturas incansáveis e oriundas do Inferno? A lenda de O Rei-Trovador e a Legião de Mortos finalmente nos é contada por Murilo Alves Bragança.

A simples missão de levar um prisioneiro de uma prisão perdida no nada para seu cliente se revela O Inferno Mexicano para uma caçadora de recompensas quando zumbis, monstros horrendos e vermes grandes e misteriosos surgem após uma estranha explosão. Sem tempo para respostas, o que resta ao prisioneira e a caçadora é se unirem e tentarem escapar, sob a direção de Lady Ligeia.

Um pacto demoníaco faz dos moradores de um lugar no Velho Oeste moradores de A Cidade Fora do Tempo, permitindo que tanto eles quanto o lugar sobrevivam ao avanço inexorável dos anos, dos séculos. Haverá uma forma de escapar desta terrível maldição criada por Daniel Dutra?

E nossa Última Parada nos leva a um ônibus, onde dois desconhecidos, em silêncio, meditam sobre suas vidas e divagam sobre as questões mais triviais e banais. Rhuan Rousseau nos apresenta um momento de reflexão, após tanta agitação.


Bem, temos, portanto, acima todos os 19 contos da antologia e 18 autores.
Agradeço imensamente a cada um que me enviou seu conto.
Parabéns aos selecionados!

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #19

ÚLTIMO teaser (aaahhhh!!!) desta antologia.Sim, meu amigos e leitores!São APENAS 19 contos.Obrigado a todos vocês, que acompanharam cada postagem, que acreditou neste projeto!:D




Uma ficção científica...

Num futuro não muito distante, o mundo enfrenta uma nova droga ainda mais viciante e prejudicial: a pedofilia.

Determinados a acabar com isso, um grupo corta o mal pela raiz...


Mas será que isso não signifique um novo vício?





Teasers anteriores: #1 #2 #3 #4 #5 #6 #7 #8 #9 #10 #11 #12 #13 #14 #15 #16 #17 #18

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #18

Segundo conto do dia...





Imagine uma cidade além das fronteiras do tempo!


Dias, semanas, meses, anos, décadas, séculos, milênios se passam e as mudanças neste lugar são nulas!


Preparados?



Teasers anteriores: #1 #2 #3 #4 #5 #6 #7 #8 #9 #10 #11 #12 #13 #14 #15 #16 #17

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #17

O QUINTO E ÚLTIMO dia de postagem com os teasers.
Deixei muita gente (assim espero) curiosa.
^^
Vamos ao que interessa, certo?

Este conto é sobre um plano MUITO mirabolante que faz as mulheres do mundo inteiro se tornarem gigantas com mais de 30 metros de altura!


Sim, um ataque de mulheres enormes e furiosas!


Mas, por que isso está mesmo acontecendo?


O.o



Teasers anteriores: #1 #2 #3 #4 #5 #6 #7 #8 #9 #10 #11 #12 #13 #14 #15 #16

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #16

O quarto conto do quarto dia.
^^
Penúltimo dia de postagens de teasers.
Dia 7 sai o resultado oficial no blog!



Uma fantasia científica com mundos perdidos, animais pré-históricos, segredos e mistérios.


O início de uma aventura através do Véu do Universo, entre civilizações e culturas diferentes.


Estilo Dinotopia, O Mundo Perdido e StarGate.


Teasers anteriores: #1 #2 #3 #4 #5 #6 #7 #8 #9 #10 #11 #12 #13 #14 #15

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #15

Terceiro conto... Voltando para a FC...


No futuro, o dilema da humanidade das máquinas humanoides se torna frequente.

Androides e ginoides assumem os lugares de homens e mulheres, respectivamente.

As máquinas merecem nossos direitos e deveres?

Possuem consciência?

Amam?

E até que ponto um fake pode ser motivo de fascínio?


Teasers anteriores: #1 #2 #3 #4 #5 #6 #7 #8 #9 #10 #11 #12 #13 #14

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #14

O segundo conto de hoje..O.O!!!!Putz!


Três guerreiros de épocas distintas têm que abandonar suas diferenças para encontrar a saída de um mundo no qual despertaram misteriosamente.





Três pessoas, três épocas diferentes, um objetivo.


O horror em sua forma cruel, misteriosa, impiedosa...


Descubra se é capaz de suportar a verdade, de sobreviver a um mundo de horror e medo.


O.O



Teasers anteriores:
#1
#2
#3
#4
#5
#6
#7
#8
#9
#10
#11
#12
#13

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #13

Olá!
E nos aproximamos cada vez mais do dia do resultado...


Uma fantasia cheia de lutas de cavaleiros.


Duas forças se opõem.


Um jovem ladrão, um soldado a serviço de seu Rei.


E um poder de invocação poderoso!


Teasers anteriores:
#1
#2
#3
#4
#5
#6
#7
#8
#9
#10
#11
#12

terça-feira, 3 de abril de 2012

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #12

A quarta postagem do dia.Amanhã tem mais quatro.


Imagine aqueles filmes bem trash dos anos 70, 80 ou 90.


Misture zumbis, prisão, uma dupla improvável, criaturas rastejantes e aquele clima de mistério!


Conseguiu?


Não?!


Aguarde!


^^


Teasers anteriores:
#1
#2
#3
#4
#5
#6
#7
#8
#9
#10
#11

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #11

Terceiro conto do terceiro dia de postagens...



Vamos voltar no tempo, para um tempo de lendas, magia e superstições, época que grandes homens se tornavam titãs ou filhos deles.


Uma história de intrigas e declínio, o desejo ardente de liberdade.



Teasers anteriores:
#1
#2
#3
#4
#5
#6
#7
#8
#9
#10

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #10

Estamos na metade das postagens...>.<



O tema agora é...


O amor, sim, o amor impossível, forte o bastante para unir pessoas, quebrar regras, fazer um bruxo sempre despreocupado acreditar em redenção.


Será o amor mais forte do que séculos de tradição?


Uma história mais suave, com romantismo e magia...










Teasers anteriores:
#1
#2
#3
#4
#5
#6
#7
#8
#9

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #9

E aqui estamos para o terceiro dia de postagens...
Estão gostando?
Espero que sim.
E vamos ao primeiro conto de hoje...



Ficção científica, futuro pós-guerra interplanetária, segredos capazes de mudar o destino da humanidade.


Qual o poder de um objeto misterioso?


Qual rumo tomar e quais consequências terão esta escolha?


Teasers anteriores:
#1
#2
#3
#4
#5
#6
#7
#8

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #8

E o último de hoje.Tem gente ansiosa por aí, creio eu.^^





Uma versão forte e delicada de um clássico da ficção científica.


Num futuro não muito distante, um cientista nada cinvencional busca trazer a esposa de volta usando partes de mulheres vivas.


Mas, seu filho, bem... 









Teasers anteriores:
#1
#2
#3
#4
#5
#6
#7

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #7

Terceira postagem! E ninguém comentou as de ontem? O.o
Bem...



O conto agora é uma coisa... bem... interessante.


Um rei português...


Um continente em crise por causa de...


ZUMBIS!!!
O.o????


E temos a cota de zumbis garantida!


Teasers anteriores:
#1
#2
#3
#4
#5
#6

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #6

Ok...Sexto conto...Qual vai ser?O.o


Sabe aqueles filmes das décadas passadas, sobre anjos e demônios?
Melhor, alguém aí assistiu o filme Legião?
(Eu não assisti ainda!)


Ou lembram daqueles filmes cheios de ação, estilo Exterminador do Futuro e Fim dos Dias, ambos com o Arnold Schwarzenegger?


Enfim...


E tem um bebê na bagunça também.

Teasers anteriores:
#1
#2
#3
#4
#5

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #5

Bom dia, boa tarde e boa noite!Seguimos juntos no segundo dia de postagens.Mas antes, meus agardecimentos a Bruna Frazão, pelo post em seu blog CRIse!, sobre a antologia.Obrigado, moça!^^


Alguém aí é fã de detetives, naquele estilo Ed Mort?


Sim?
Então vão apreciar este conto.


Não conhece?
Vai ficar curioso depois desta história mirabolante.

É um texto esperto, com um final que vai deixar o leitor impressionado.


Teasers anteriores:
#1
#2
#3
#4

domingo, 1 de abril de 2012

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #4

Certo. Na boa, a quarta e última postagem de hoje.
Meu arsenal de imagens é grande, mas meu tempo é curto.
:D


Aquele momento mais social, urbano.


O único conto livre de fantasias, mas nem por isso menos pulp.


Uma poesia em prosa, para pensar e acalmar os nervos após tanta agitação do dia.





Teasers anteriores:
#1
#2
#3

Teaser-Imagem de "Pulp Brazil" #3

3 postagens seguidas! Meu recorde! ¬¬"Qual é o próximo?Hm...


Este conto é... como posso descrever?

Sabe aquele leitura que avança tão ágil que mais parece um episódio de um anime?

Bem, é mais ou menos isso.

Ação, magia e porrada para todo o lado.

Grimórios são perigosos!



Teasers anteriores: